segunda-feira, 24 de agosto de 2009

O ilusionista

Ficha Técnica:
Título Original: The Illusionist
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 110 minutos
Ano de Lançamento (EUA / República Tcheca): 2006
Site Oficial: www.theillusionist.com
Estúdio: Bull's Eye Entertainment / Stillking Films / Michael London Productions / Contagious Entertainment / Bob Yari Productions
Distribuição: Yari Film Group Releasing / Focus Filmes
Direção: Neil Burger
Roteiro: Neil Burger, baseado em estória de Steven Millhauser
Produção: Brian Koppelman, David Levien, Michael London, Cathy Schulman e Bob Yari
Música: Philip Glass
Fotografia: Dick Pope
Desenho de Produção: Ondrej Nekvasil
Figurino: Ngila Dickson
Edição: Naomi Geraghty
Efeitos Especiais: Universal Production Partners


Elenco:
Edward Norton (Eisenheim)
Paul Giamatti (Inspetor-chefe Uhl)
Jessica Biel (Sophie)
Rufus Sewell (Príncipe Leopold)
Eddie Marsan (Josef Fischer)
Jake Wood (Jurka)
Tom Fisher (Willigut)
Vincent Franklin (Loschek)
Philip McGough (Dr. Hofzinser)
Michael Carter (Von Thurnburg)
Aaron Johnson (Eisenheim - jovem)
Eleanor Tomlinson (Sophie - jovem)
Andreas Grothusen (Pai de Eisenheim)
Brian Caspe (Assistente de Eisenheim)



Sinopse:

O famoso ilusionista Eisenheim (Edward Norton) assombra as plateias de Viena com seu impressionante espetáculo de mágica. Suas apresentações despertam a curiosidade de um dos mais poderosos e céticos homens da Europa, o Príncipe Leopold (Rufus Sewell). Certo de que as mágicas não passam de fraudes, Leopold vai ao show de Eisenheim disposto a desmascará-lo. Quando Sophie (Jessica Biel), noiva de Leopold, é chamada ao palco para participar de um número, ela reconhece em Eisenheim uma paixão juvenil. Eles iniciam um romance clandestino e o príncipe delega a um inspetor de polícia (Paul Giamatti) a missão de expôr a verdade por trás do trabalho do mágico. Este, no entanto, prepara-se para executar a maior de suas ilusões.
Meu parecer:
Edward Norton não é nenhum galã, mas neste papel ele está muito sedutor. E Rufus Sewell nasceu para ser realeza, até como "príncipe coisa ruim" ele arrasa! A, ai, ai... Bom, mas o papel dele surpreende a todos no final. Aliás a história do ilusionista surpreende bastante quando chega ao fim. Apesar de toda a tecnologia empregada, o número da laranjeira ainda é o meu preferido.
Nota: ****

2 comentários:

Júnia L. disse...

Deliciosamente surpreendente, um final que deixa a todos surpresos

Andrea Pérez Ulloa disse...

Eu realmente gostei desse filme, eu acho que ele tem um toque de mistério que ajuda muito para torná-lo interessante. Assim que eu vi na HBO O Hipnotizador e é um número que é tão vale a pena se você realmente gostar dos temas da ilusão e hipnotismo.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails